©2019 por Imagine.Acredite

Buscar
  • Sérgio M. Botelho Júnior

Tratativas para o fortalecimento da prevenção as drogas nas escolas do Brasil são iniciadas



No último dia 04 de setembro, o Ministério da Cidadania, por meio do Ministro Osmar Terra e da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (SENAPRED), firmou um Acordo Técnico de Cooperação com o Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares, para fortalecer as ações de prevenção ao uso de álcool e drogas nas escolas brasileiras.


Daquele ato, ficou decidido que haveria uma nova reunião entre os envolvidos para traçar estratégias de prevenção e fortalecimento do Programa Educação de Resistência às Drogas (PROERD), e foi justamente isso que aconteceu na última quarta-feira, 06, em Brasília-DF. Lá, integrantes da Câmara Técnica do mencionado programa estiveram reunidos com integrantes da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção as Drogas (SENAPRED) do Ministério da Cidadania.


Na ocasião, eles discutiram o planejamento de ações preventivas nas seguintes frentes: aquisição de materiais didáticos, uma vez que os Estados estão sem condições financeiras de adquiri-los; a realização de uma reunião gerencial com os representantes estaduais do PROERD e de um Seminário Nacional para os integrantes do programa no Brasil. Nesses dois últimos casos, a ideia é conhecer a realidade do PROERD no país, a fim de promover ações mais efetivas do campo da prevenção.


Além disso, seguindo esse objetivo, os representantes também discutiram sobre a implantação de um banco de dados nacional de alunos assistidos pelo PROERD, a certificação estadual de cada programa, devido a raiz internacional da iniciativa; além da realização de pesquisas de efetividade para avaliar todas as ações desenvolvidas a fim de corrigi-las ou aprimorá-las.


Diante disso, a Câmara Técnica do PROERD se comprometeu em enviar até o final deste ano, ao Ministério da Cidadania, um plano de trabalho que será avaliado, para em seguida ser organizado as primeiras ações a serem realizadas em conjunto com o governo federal, como prevê o acordo anteriormente firmado. Por isso, o Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas, Quirino Cordeiro, afirmou que a União está muito esperançosa com a parceria. “Nossa ideia é ampliar o número de envolvidos na construção dessa parceria com o governo federal, para que possamos efetivamente fortalecer o programa”, disse.


Além disso, Quirino destacou que o PROERD é o maior programa de prevenção as drogas existente no Brasil e que, por isso, a ideia do governo é contribuir com o seu fortalecimento atingindo, neste primeiro momento, suas áreas mais sensíveis. “Ele precisa aumentar muito a sua área de abrangência e o governo tem o interesse de dar esse suporte, para que ele possa ampliar e chegar ao maior número de escolas possível e atingir uma quantidade maior de alunos para serem beneficiados com as suas ações”, acrescentou Cordeiro ao lembrar que o governo também contribuirá com a aquisição de materiais didáticos.


Ampliação da parceria


Durante a entrevista que concedeu ao Imagineacredite, Cordeiro foi questionado sobre a possibilidade da integração das ações a serem desenvolvidas pela SENAPRED e o PROERD com as ações da Secretaria Nacional dos Esportes e o Programa Forças no Esporte (PROFESP). Em resposta, o secretário informou que existe apenas uma intenção. “É muito importante unificarmos as ações e essa questão foi discutida, mas isso ainda precisa ser melhor aprofundado.


Não temos um delineamento de como vamos trabalhar isso, mas existe a intenção de aproveitarmos o Programa Forças no Esporte, que atende a quase 30 mil jovens e tem como objetivo de chegar 40 mil jovens em 2020, por meio da pratica esportiva junto as forças armadas. Esse é o programa que recebe crianças carentes e de alta vulnerabilidade social. Entretanto, essa junção das ações é bem vinda, mas ainda precisamos se aprofundar na concepção de realizar isso de maneira conjunta”, completou.


Em relação à integração do PROERD às Comunidades Terapêuticas, a fim de unir as forças policiais com aqueles que sofrem com a dependência química, o SENAPRED defendeu que as políticas públicas de combate e prevenção às drogas devem estar cada vez mais alinhadas. Entretanto, informou que esta possibilidade não está nos planos dos envolvidos, mas que pode ocorrer no futuro.


Presenças


Na reunião de ontem estiveram presentes: Claudia Gonçalves Leite, Diretora do Departamento de Prevenção e Cuidados e Reinserção Social do Ministério da Cidadania; Debora Iara Moresco, Coordenadora-Geral da Prevenção; Ricardo Alex Holfmann, Coronel e Coordenador do PROERD no Estado do Rio Grande do Sul; Reginaldo Rocha de Sousa, Tenente Coronel e Coordenador do PROERD no Estado de Santa Catarina; oraia Maria Bezerril Castelo Branco, Major e Coordenadora do PROERD no Estado do Rio Grande do Norte; Helena dos Santos Reis, Coronel e Coordenadora do PROERD no Estado de São Paulo e Diretora de Polícia Comunitária e de Direitos Humanos; Diego de Araujo Rodrigues, Capitão e Coordenador do PROERD do Distrito Federal; e Joviano Campos Miranda, Major e Coordenador do PROERD do Estado de Minas Gerais.


Por Sérgio Botêlho Júnior