Buscar
  • Sérgio M. Botelho Júnior

Casa do Menor celebra a formatura de 1.200 jovens em cursos profissionalizantes

Atualizado: 23 de Dez de 2019



Na última sexta-feira, 20, a Casa do Menor São Miguel Arcanjo realizou a formatura de 1.200 jovens. A iniciativa ocorreu no Centro Cultural da Casa do Menor, no Rio de Janeiro, e reuniu mais de 3.000 pessoas, que puderam também apreciar algumas apresentações artísticas e culturais organizadas pelos jovens da instituição.


Já a adesão popular foi o reflexo de uma sociedade que abraça um projeto social que de fato cuida daqueles que precisam. Tanto é que esses jovens concluíram os cursos profissionalizantes de Informática, Designer Gráfico, Mecânico, Elétrica, Panificação, Gastronomia, Recursos Humanos e Administração. Todos oferecidos gratuitamente pela instituição aos jovens carentes da Baixada Fluminense.


Diante disso, a Roberta Teixeira, representante e irmã do deputado federal Dr. Luizinho, que destinou uma emenda de R$ 500 mil à Casa do Menor, expressou a alegria de ver os recursos chegando onde ele era mais solicitado. “Estamos vendo que a emenda foi bem aplicada com o sorriso no rosto de quem a gente apoiou. Isso é muito gratificante, pois mostra que estamos conseguindo levar a emenda parlamentar para a vida das pessoas que estão lá na ponta”, comemorou.


Segundo o professor Igor Lourenço, dos cursos de Informática e Designer Gráfico, durante o curso, vários desafios se apresentam. “Mas dentre eles, nós temos que não somente passar as informações sobre o curso, porque a Casa do Menor vai muito além disso, pois ela vai até uma formação humana e cidadã. Então nós encontramos jovens que não são amados pela família, que necessitam de atenção e que não se sentem amados diante do seu seio familiar e aí nós temos que ser família para eles e isso, na realidade, além de um desafio é também um prazer”, ressalta.


Já a Renata Barros, vice-presidente da Casa do Menor, destacou que tais cursos foram pensados de forma a garantir o ingresso dos jovens ao mercado de trabalho. Por isso, ela classificou a formatura como a “realização de um sonho”. “Se para eles esta formatura é especial, para nós da Casa do Menor é mais ainda. Porque isso afirma concretamente aquilo que a instituição deseja, além de ser mais um sonho, mais uma etapa concluída. Mas isso aqui é só o começo, porque agora eles têm um mercado monstruoso, muito concorrido, mas agora eles têm o preparo profissional e principalmente pessoal”, acrescentou.


Para o Bispo da Diocese de Nova Iguaçu, Dom Gilson, a experiência proporcionada pela Casa do Menor é completamente voltada para a vida. “Já encontrei pessoas que dizem ter encontrado um horizonte graças a essa instituição. Estou em Nova Iguaçu há um ano e sempre vejo pessoas empregadas no mercado e que dizem com muito orgulho que vem da Casa do Menor. Então você vai percebendo os frutos que esse trabalho tem não somente na questão profissionalizante, porque na filosofia da Casa do Menor, o que se pretende é formar bons cidadãos, ou seja, pessoas conscientes do seu papel na sociedade e na família”, disse o Sacerdote.


Vidas transformadas


A oportunidade de poder ingressar no mercado de trabalho qualificado para determinada profissão, em tempos atuais, é muito gratificante, como afirma Raquel Faustino, formanda em Gastronomia. “Concluir esse curso pela Casa do Menor é um privilégio, porque esse curso é muito concorrido e nós conseguimos realizar um sonho que temos dentro da Casa do Menor. Então peço que todos os jovens não deixem essa oportunidade passar, porque a Casa do Menor oferece cursos para todo mundo”, disse a jovem.


Já o formando Guaracy Luiz lembrou eu ingressou no curso de Elétrica Predial por indicação de amigos. “Eu entrei ali decidido a mudar minha vida com esse apoio que a Casa do Menor dar pra gente. E no curso de Elétrica, eu vejo um mundo que era mais escondido pra mim e com essa profissão, eu só tenho que agradecer, porque vou poder ter uma profissão que vai mudar a minha vida”, completou.


Parceiro da Casa do Menor, o Governo Federal, por meio do Secretário Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas do Ministério da Cidadania, Quirino Cordeiro, fez questão de gravar um vídeo reafirmando a parceira com a instituição e, sobretudo, parabenizando os jovens formandos. “É muito importante que vocês deem continuidade as suas atividades e que construam as suas vidas longe das drogas, longe da criminalidade para que vocês e suas famílias possam ter uma vida plena e cidadã. Podem contar conosco do governo federal para o que precisarem na Casa do Menor”, disse o secretário.


Por Sérgio Botêlho Júnior

  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter ícone social

©2019 por Imagine.Acredite