Buscar
  • Sérgio M. Botelho Júnior

Editorial: A vida precisa continuar sendo prioridade no Governo Federal


Pela terceira vez, o Ministério da Cidadania passará por uma troca de comando. Desta vez, o ministro Onix Lorenzoni, que irá para a Secretaria-Geral da Presidência da República, será substituído pelo deputado federal João Ribeiro Roma (Republicanos-BA). Diante disso, uma grande preocupação em torno dos rumos da Secretaria Nacional de Cuidados e Prevenção às Drogas (Senapred) começa a pairar sobre os agentes que lidam diária e diretamente com os efeitos do flagelo da dependência de álcool e outras drogas.


E quando o Portal Imagineacredite afirma que tal preocupação é natural, é porque desde o início da gestão do presidente Jair Bolsonaro, importantes avanços foram conquistados graças à atuação da Senapred, que conta com uma equipe extremamente competente e que até os dias atuais é liderada pelo secretário Quirino Cordeiro Júnior, responsável por obter a chancela do chefe do executivo para uma nova forma de acolher, tratar e reinserir na sociedade os dependentes químicos.


Para se ter uma ideia, foi graças a esta equipe que foi instituída a nova Política Nacional Sobre Drogas, que visa promover a abstinência e não mais a redução de danos; o Marco Regulatório das Comunidades Terapêuticas, que foram reconhecidas e valorizadas depois de cinco décadas de atuação no Brasil; sem falar que entidades como Alcoólicos Anônimos (AA) e Narcóticos Anônimos (NA) ganharam um impulso com a mão amiga do Governo Federal; e que as atividades de prevenção ao uso de drogas através do Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) foram amplamente disseminadas em todo o país graças a uma parceria com as polícias militares.


Além disso, foi essa equipe que conseguiu mobilizar diversos setores da sociedade contra a aprovação do Projeto de Lei 399/2015 que visava legalizar a dita “maconha medicinal” no país, o que abriria as portas para o consumo de outras drogas e o aumento dos casos de violência urbana e de dependência química; que conseguiu fazer com que o novo coronavírus não adentrasse nas dependências das comunidades terapêuticas, que passaram a ser o abrigo de dependentes em situação de rua e, logo depois, de adolescentes que também sofriam do mesmo mal e que careciam de um ambiente digno para serem tratados.


Foi essa equipe que, com o apoio do presidente Jair Bolsonaro, conseguiu fortalecer os trabalhos das entidades do terceiro setor com recursos oriundos do narcotráfico, que reformou o caderno de emendas das CTs, de modo a dar melhores condições aos acolhidos; e que salvou mais de 50.000 brasileiros – acalentando e dando dias melhores para suas respectivas famílias e sociedade em geral – do perverso mundo das drogas, através do financiamento de vagas em comunidades terapêuticas. Iniciativas inéditas e que colocaram o Brasil nos trilhos de uma nação que quer viver livre das drogas e que preza pela vida.


E essa prioridade deve ser mantida! Não somente pelo bem de um governo, mas pelo bem do Brasil, dos brasileiros que clamam por uma sociedade cada vez mais justa e segura, e das famílias que buscam por alternativas para livrar os seus filhos da drogadição. Portanto, o Portal Imagineacredite defende que a atual equipe da Senapred seja mantida independentemente de quem esteja comandando o Ministério da Cidadania. Uma vez que essa equipe está apresentando bons e importantíssimos resultados na luta pela vida, até porque é como diz um velho ditado popular dos brasileiros: “Em time que está ganhando não se mexe”.


Por Sérgio Botêlho Junior

  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter ícone social

©2019 por Imagine.Acredite