Buscar
  • Sérgio M. Botelho Júnior

Campanhas estão sendo organizadas para tratar missionaria brasileira infectada com Malária na África



Um triste caso ocorreu em Moçambique, na África do Sul. Lá, a brasileira Therezinha Regina da Silva Souza, de 52 anos, integrante do Grupo Esperança Viva, da Fazenda da Esperança, foi diagnosticada com malária cerebral e está internada no Hospital Arwyp Medical Centre, localizado em Johanesburgo.


De acordo com Maurício Bovo, Responsável Geral do GEV, Theresinha havia embarcado em uma missão voluntária para criar uma Escola de Formação do GEV no continente africano e também para ajudar as vítimas de um ciclone, que perderam tudo o que tinha.


Nesta missão, Therezinha participou de uma semana voltada à realização de doações, visitas domiciliares e ajudando no que fosse possível para ajudar aquele povo. Sua dedicação foi tamanha que ela resolveu ficar alguns dias a mais do que o prazo estipulado pelo GEV no Brasil, acompanhada por mais quatro missionárias de Juiz de Fora-MG.


Contudo, a alegria de participar da missão foi interrompida exatamente no momento do embarque dela para o Brasil. “Therezinha começou a passar mal. Começou a ter diarreia, vômito chegando a ser atendida ainda no aeroporto. Mas logo em seguida perceberam que a situação era mais grave, porque ela começou a perder a consciência, a perder o movimento dos braços, das pernas, então precisaram levar ela correndo para o hospital mais próximo, que era um hospital particular, em Johanesburgo”, relembra Maurício Bovo.


Ao chegar no hospital, a brasileira foi encaminhada para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Contudo, seus primeiros quatro dias foram difíceis, porque ela não respondia a medição que lhe era aplicada, até que ajustaram a dose da medicação e ela começou a reagir há três dias e nesta terça-feira, 05, ela será encaminhada para um quarto hospitalar, para em seguida receber a alta médica.


Mas, por estar em um hospital particular, a Obra Social Nossa Senhora da Glória, responsável pela Fazenda da Esperança e pelo GEV, se viu moralmente obrigada a realizar um empréstimo de $ 14.000,00 dólares, o equivalente a mais de R$ 54.000,00 para pagar o tratamento médico. “Esse pagamento já foi feito, mas hoje ou ainda essa semana a gente deve estar fazendo outro pagamento para o hospital. A gente nem sabe quanto é agora. Vamos saber hoje”, acrescentou Bovo.


As Vaquinhas


Ao Imagineacredite, Maurício Bovo confidenciou em, por meio de doações, para pagar os R$ 54 mil, a obra já conseguiu angariar a quantia de R$ 10.000,00. Enquanto a família de Therezinha está realizando outra Vaquinha que já está perto de atingir os R$ 4.000,00. “Então falta muito ainda pra gente conseguir pagar essa dívida”, completa.


Diante disso, os interessados em contribuir com a causa devem efetuar qualquer doação na conta bancária da Obra Social Nossa Senhora da Glória, na Agência da Caixa Econômica Federal 0306, na conta 296-6 do tipo 003. O CNPJ é 48.555.775/0001-50.


Já a outra conta da obra é no Banco do Brasil, na conta corrente 62.566-3 da agência 0306-9. O CNPJ é 48.555.775/0001-50. E quem quiser ajudar a família diretamente com qualquer valor, pode fazer uma doação através do site: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/therezinha-com-malaria-cerebral-ajude-a-salva-la.


Por Sérgio Botêlho Júnior



  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter ícone social

©2019 por Imagine.Acredite