Buscar
  • Sérgio M. Botelho Júnior

Câmara dos Deputados homenageia 15 instituições que defendem a vida, a família e a justiça



Na manhã da última quinta-feira, 29, em sessão solene realizada no Plenário Ulysses Guimarães, a Câmara dos Deputados homenageou 15 instituições que atuam em defesa da vida, da família e da justiça, a exemplo da Rede pelo Bem e da Fazenda da Esperança. A iniciativa foi do deputado Francisco Júnior (PSD/GO).


Na ocasião, em alusão a Rede pelo Bem, o parlamentar parabenizou a todas as instituições ali presentes, “que cumprem o papel que deveria ser do Estado”, e ressaltou que o amor e a caridade não podem ser menores do que quaisquer outras boas atitudes.


“Fazer o bem sozinho não é certo. Achar é que é possível fazer o bem separado dos outros, achar que é possível fazer o bem melhor que os outros é um grande erro. Nós existimos uns para os outros, as nossas instituições existem umas para as outras, nós somos uma rede e é com a rede que se pesca. De nada adianta nos darmos o máximo para produzir tão pouco, pois é importante darmos um pouco de nós para todos e ai faremos muito”, argumentou o deputado Francisco Júnior.


Já o deputado federal Eros Biondini, presidente da Frente Parlamentar em Defesa das Comunidades Terapêuticas, defendeu a manutenção do profetismo dos homens de Deus, como tem feito o padre João Henrique, fundador da Rede pelo Bem. “Como disse muito bem Francisco Junior: Ninguém é bom sozinho, não simplesmente pensando igual ou se apoiando, não! Se amando! Muitas vezes o que falta é aquela postura dos primeiros cristãos que faziam com que os pagãos se convertessem”, defendeu o deputado acrescentando que era a forma espontânea de amar dos cristãos que atraiam os pagãos.


Enquanto o padre João Henrique, que reside no Brasil há 34 anos, afirmou que a fundação da Rede pelo Bem decorria da sua não omissão ante os problemas sociais visto nas ruas do país. “Essa missão que sinto que o senhor me pede não é porque eu deseje este caminho, mas porque não posso ser omisso. [...] Como disse o Papa João Paulo II, não podemos ficar omissos para transformar a história. O mundo sem Deus é um mundo que se torna homicida”, argumentou o sacerdote que largou a vida na Itália pelos pobres e desfavorecidos no Brasil.


Além da Rede pelo Bem, a Obra Social Nossa Senhora da Glória, popularmente conhecida por Fazenda da Esperança, a maior Comunidade Terapêutica da América Latina, também foi homenageada na solenidade. Por isso, o padre Luiz de Menezes, seu Presidente Internacional, aproveitou o ensejo para comemorar o reconhecimento.


“Criaram a Rede pelo Bem para colocar em evidência tantas iniciativas e tantas pessoas comprometidas com o bem, com a paz, com a justiça, com a fraternidade, com a vida e com a saúde. Então isso amplia os nossos horizontes, nos dar força e motiva a gente a continuar comprometido realizando o bem no Brasil e no mundo”, comemorou o Presidente Internacional da Fazenda da Esperança.


Ainda na sessão solene foram homenageados: O Movimento Fé & Política, o Freemind, o Ministério Parlamento & Fé, a Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania (Ablirc), O Brasil sem Aborto, o Movimento Provida e Pró-família, a Marcha pela Vida, o Movimento Focolares, a Rede Nacional em Defesa da Vida, a Sociedade São Vicente de Paulo, o Lions Clube, a Canção Nova e o Mundo Novo.


Por Sérgio Botêlho Júnior

  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter ícone social

©2019 por Imagine.Acredite