Buscar
  • Sérgio M. Botelho Júnior

A convite do Barba, André Clemente visita a Fazenda da Esperança Feminina

Atualizado: 4 de Dez de 2020


Nesta quinta-feira, 3, a convite de Rogério Soares, conhecido como Barba na Rua, o Secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, visitou a Fazenda da Esperança feminina, em Brazlândia, e foi recebido pela Melina Castellace, juntamente com as acolhidas e voluntárias. Hoje existem 10 meninas em recuperação, uma delas tem a filha junto a mãe nesse processo.


Na oportunidade, o secretário conheceu a padaria onde as meninas produzem o pão para vender nas paróquias. Em seguida, caminhou até o local onde vai ser construída uma horta para a plantação de verduras para consumo, a terra já foi preparada. Outra área que ele apreciou e está sendo planejado é a criação de um pomar frutíferas. Além disso, ele foi ao espaço que designado para a construção de um salão de encontros, que vai ter uma cozinha e dois banheiros. Clemente ainda participou de um almoço e comprou alguns produtos para ajudar a Instituição.


Para Clemente, essa visita representa esperança e a união entre o Estado, as entidades e a sociedade civil, já que ambos têm o mesmo propósito que é salvar a vida de pessoas vulneráveis em situação de rua e dependentes químicos. “A Fazenda Esperança o próprio nome já fala, traduz Esperança sobre os cuidados do Frei Hans. Eu vi aqui várias meninas, várias mulheres sendo cuidados. Um ambiente muito tranquilo, muito bonito. Isso é muito importante e o Estado tem que estar presente, tem que saber que existem essas ações e apoiar”, avalia o secretário.


Questionado sobre o que a Fazenda feminina pode esperar do governo, Clemente garantiu que todas as secretarias estão de portas abertas para ajudar todas as instituições e construir políticas públicas que favoreçam as pessoas vulneráveis. “Qualquer coisa que a gente puder ajudar, pode bater lá e procurar. E a gente construiu um sistema que efetivamente Fica Aí e Ajude as Pessoas, não só a Fazenda Esperança, mas todas as fazendas, as entidades que cuidam de pessoas. Nós precisamos estar juntos. Vocês precisam do Estado e nós precisamos de vocês, essa ideia”, destaca.


Segundo Barba, um dos objetivos dessa visita é para que o Estado possa acompanhar o trabalho desenvolvido pela a Rede da Solidariedade DF com a população de rua. “Nós temos mulheres lá que estavam na drogadição e alcoolismo na Praça do Relógio e hoje elas tão se tratando”, pontua. Ele ainda elogia o trabalho da Fazenda da Esperança, que acolhe as mulheres e mães em situação de rua. “É um trabalho fantástico. Um trabalho que, a meu ver, são os olhos de Deus que estão ali, porque é um espaço que gratuitamente atende essas pessoas, essas mulheres que estão sofrendo violência dia a dia. Então eu tenho que levar o Estado lá pra dentro, pro Estado entender que existe um trabalho que acolhe essas pessoas e gratuitamente”, explica.


Já a Mel classificou a visita do secretário como positiva, pois a vida ainda tem esperança, principalmente para as mulheres. “Esses dias mesmo eu comentava com Juliana a questão do porquê as mulheres são esquecidas, principalmente nas Fazendas femininas. Eu senti muito forte que Deus tava ouvindo as minhas preces, sabe? Meu questionamento que eu tinha feito para Deus, hoje Ele estava me dando resposta. É acreditar, né, que tudo pode ser melhor, tudo pode mudar. E a Fazenda da Esperança é um trabalho que as pessoas podem acreditar, que podem valorizar”, relata.


É importante frisar que a Fazenda da Esperança conta com 150 unidades espalhadas pelo o Brasil e em outros 24 países, e acolhe pessoas que desejam livremente se recuperar de drogas, lícitas e ilícitas e tantos outros tipos de vícios. É necessário entrar em um processo pedagógico de 12 meses de duração. O método de acolhimento tem três fatores primordiais: trabalho como processo pedagógico; a convivência em família; e a espiritualidade para encontrar o sentido da vida.


Ascom ImagineAcredite











  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Twitter ícone social

©2019 por Imagine.Acredite